terça-feira, 5 de outubro de 2010

Praticar Esportes

Olá, amigos do Risosponto! Vocês praticam esporte com regularidade? Eu não. A verdade é que eu nunca fui realmente bom em esporte algum. Quando eu era uma criança gorda (sim, eu já fui uma criança gorda) e tínhamos aula de educação física, eu me destacava por dois motivos: eu era gordo e era alto. Assim, nos cabos-de-guerra e nas queimadas (que eram basicamente no que consistia minhas aulas de educação física naquela época) eu me destacava, pois todo mundo sabe que ser gordo até os 10 anos significa que você é mais forte que todo mundo em sua volta. O problema foi ao passar pra quinta série em que eu fui obrigado a escolher um esporte para me dedicar visto que a nota de educação física ainda era obrigatória. Minha escolha óbvia foi: basquetebol. Eu era alto e era gordo, se tivesse um time de Futebol Americano para até 12 anos, eu com certeza estaria nesse time. Nunca fui muito bom nesse esporte, mas a grande maioria das pessoas era pior que eu, então nele eu continuei até o fim do meu ensino médio. Fora da escola minha atuação nos esportes era medíocre também. O pessoal do meu prédio ia jogar futebol, volei, tênis, basquete ou qualquer outro esporte e eu era consideravelmente pior que todos a minha volta (incluindo aí as meninas). Assim me acostumei a ficar no banco de reservas ou jogar de zagueiro (ou goleiro quando ninguém mais queria ficar no gol, mas eu era muito ruim nisso também).
No meu segundo ano, eu já nessa composição bonita e atlética como vocês conhecem hoje, tive uma lesão no joelho e essa lesão acabou me afastando das quadras por um tempo. Mas a verdade é que essa lesão acabou sendo só mais uma desculpa documentada para o meu sedentarismo. Hoje eu jogo basquete há cada dois meses quando meu amigo Cibola vem de São Carlos. Cheguei a entrar na academia no começo do ano passado, comecei em fevereiro, daí chegou o Carnaval e sabe como é, né? Ninguém malha no Carnaval, daí o Carnaval passou e eu nunca mais voltei pra academia. Hoje fui em um ortopedista pra ele me dizer que que meu joelho tem, ele riu da minha cara e falou que era só eu voltar pra academia que meu joelho ia ficar 100%. Sabe aquele cara que não fuma mas se correr 6 minutos já tá arfando? Pois é, esse sou eu. Não que eu esteja com o pior preparo físico do mundo, se eu der uma alongada eu aguento até uns... dez minutos, mais ou menos?
Esse ano, o curso de Comunicação conseguiu se inscrever nos jogos internos da UFG. Convenhamos, nosso curso é formado por pessoas que ficam atrás de computadores e, no máximo, em mesas de reuniões! Ninguém ali é acostumado a praticar esporte algum. Resultado: fomos eliminados nas primeiras fases de quase todos os esportes. Fomos jogar handbol sem nunca termos visto uma bola de handbol, ninguém comparaceu ao jogo de vôlei e no basquete (nossa única esperança), fomos trucidados pois o gigante do time deles era bem maior que o gigante do nosso time. O único lugar em que nos destacamos foram nos jogos etílicos, onde garantimos nossa medalha de prata suando muitos copos por aí.
Eu sempre admirei muito esse pessoal que desde pequeno vive em escolinhas de futebol, vôlei, ginástica artística, karatê,e etc. São vocês que nos garantem as 3 medalhas de bronze em todas as Olimpíadas! Sem contar que quem pratica esporte tem menos risco de ter problemas cardíacos, ser gordo ou passar vergonha na hora que forem escolher o time. Curto muito essa galera geração saúde que viaja pra participar de campeonatos ou mesmo que joga alguma coisa periodicamente ("Segunda eu não posso que tenho futebol com os broders). Imagina, se eu fosse bom em pingue pongue por exemplo, toda vez que eu visse uma mesa eu ia falar "YUHUL GALERA EU FUI O CAMPEÃO JUNIOR DE PINGUE PONGUE DO CENTRO OESTE", infelizmente o mais perto que eu cheguei da glória grega foi ficar em 17º lugar numa olimpíada de Matemática.

9 Comentários:

Vanessa disse...

Eu era tão boa em tudo quando era criança (ou todo mundo era ruim igual a mim)... Mas foi só crescer pra ficar no banco em todas as aulas de educação física...
O que eu era menos pior era no Basquete também, mas nunca vou me esquecer do ultimo dia que joguei pelo time feminino do Ávila... [trauma] Desde então me recuso a participar de qualquer esporte... =D
Viva o sedentarismo!

thaís coelho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thaís Coelho disse...

Na minha vida de atleta eu comecei jogando Futsal, mas não era isso que eu queria. Dai comecei a jogar handbol, faz uns 5 anos e continuo jogando até hoje.Falando nisso tenho um campeonato esse mês, é divertido viajar assim, com amigos e tal.
E a minha frequência na academia não é das MELHORES, mas pelo menos 3 dias da semana estou lá. E nada como uma caminhada de vez em quando. =)

Francis Leech disse...

Hahhaha, tem gordos e gordos, né?

Nunca vi sentido nenhum nos esportes. Fui a criança gorda sacaneada na aula de educação física, mas nunca achei que eu estivesse errado, a única coisa errada que eu via era o fato de estarem me pondo no meio daquilo tudo contra a minha vontade.

Hoje eu faço caminhada todo dia, mas pra manter um pouco da forma, não ter dores de coluna, etc.

Naisa Nayane disse...

Quando eu era pequena, era ótima em tudo ! Menos no futebol, nunca fui boa e nem gostei; minhas aulas de educação física até a 4° série também se resumiam em queimada, odiava ! Até hoje não gosto só por isso. E por isso(talvez não por isso, mas depois disso)fiquei ruim em todos os esportes ! Fiz basquete, era menos ruim, eu adorava (até hoje, mas não pratico mais) e meu corpo era perfeito, dá até saudade ! haha
Tive que parar, desde a 6° série (que foi quando parei) a única atividade que fiz foi xadrez ! Contava ponto para educação física e esse ano para me livrar, pedi licença por ter aulas de ingles no horário (mas depois mudou, e deixei quieto :b) Virei sedentária ! UHUUL !

AAh ! Só para não falar que não faço nada, na gincana da minha escola eu vou correr ! 9mini maratona) já ganhei uma quando estava na 3° série, não sei se 6 anos depois terei a mesma disposição, mas tentar,né ! Quem sabe..

mariana ♪ disse...

@marisc95 Quando eu era criança eu fiz dois anos de natação e brincava muito na rua. Jogava uma porrada de coisa, andava de skate, patins, e etc. Só que a natação era um inferno porque eu tinha que acordar sete horas da manhã. Eu não sei como eu consigo acordar as seis hoje em dia, para ir para escola G_G mas enfim, depois eu peguei raiva de tudo, odeio esportes e sou sedentária. Ano que vem vou começar nas aulas de alongamento e depois yoga ou academia mesmo e fim D:

Gabriel Mota disse...

Te contar que eu era tão ruim, mas tão ruim, que em dez anos de Educação Física fiz só um gol. Porque o goleiro era o ruizinho que ficava sempre de fora das escolhas, assim como eu. Odeio ser o último nas coisas e sempre era o último escolhido.

E prazer, meu nome é Gabriel e estou há três anos na academia. Chama Universidade Federal de Goiás e é melhor centro acadêmico de Goiânia.

Zé Abrão disse...

na minha infância meu time de futebol foi tetra vice dos jogos internos do colégio. Só haviam 4 times. Mas eu já achava legal não ser o quarto lugar.

IsaPriore disse...

Euri.
Eu era bem mais geração-saúde", fazia todo sábado: Natação, umas três aulas de hidroginástica e depois Street Dance, ai eu parei essa rotica com uns 2 anos de natação e alguns meses de Street, mas quero pelo menos fazer aula de bike e caminhada agora :D parar de sedentarismo enquanto há tempo!

Postar um comentário