quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Paulo Beringhs e a Censura em Goiás

E Goiânia mais uma vez está na boca do povo nacionalmente! E desse vez não é por causa de algum surtado que pegou um avião e jogou no shopping, nem por causa de alguma sequestradora de bebês ou torturadora de jovens adolescentes. Ontem, o jornalista goiano Paulo Bherings, que trabalhava em uma tv pública aqui de Goiânia (controlada pela Agencia de Comunicação do Estado), pediu demissão ao vivo durante uma entrevista, acusando de ter sofrido censura.
O que aconteceu: o tal canal de tv é controlada pelo governo de Goiás,o atual governador apoia o prefeito de Goiânia pra eleição do governo porque teve uma treta com o atual senador Marconi Perillo, concorrente do prefeito Íris Rezende. O prefeito foi chamado pra uma entrevista lá, não foi, mandou o vice. Aí quando foram chamar o senador pra entrevistar, o pessoal do governo falou que não podia, o jornalista ficou puto, pegou os bonequinhos e não queria mais brincar. Vejam o vídeo:

Esse Paulo Beringhs é um cara que sempre habitou a tv goiana. Era engraçado que quando eu era muito muleque, ele morava no mesmo prédio que eu, aí eu sempre ficava em dúvida se aquele moço que eu via no elevador era o mesmo que eu via na tv. Minha cabeça de criança era muito confusa. Ele já foi âncora de todas os canais locais e em todos acabou saindo por uma treta. Só consigo concluir que ele é um cara que caça muita confusão ou um cara de princípios muito fortes.
Quanto a eleição em Goiás: tanto Íris quanto Marconi já fizeram muita merda por aqui. Cada um fez suas obras (físicas e sociais) e os dois contribuíram, cada um com seu estilo de governar, para que Goiás esteja aí crescendo. Eu, sinceramente, não boto fé em nenhum dos dois. O candidato que eu votei no primeiro turno não passou (fato recorrente na minha vida), e não coloco a mão no fogo por nenhum dos dois que sobraram. Um tá aí censurando a imprensa, sei que o outro é capaz de fazer coisa parecida. Quando não há opção, o melhor é não escolher mesmo.

4 Comentários:

Zé Abrão disse...

o outro perseguiu o Kajuru e não só ele e o Iris também já fez altas coisas antes. Direto lá na Facomb aparece um algum jornalista com 20, 30 anos de carreira pra dar palestra e conta um MONTE de casos de censura e perseguição política. Tá foda cara. Política esse ano, apodreceu no pé e caiu no chão. Não só aqui em Goiás, é o Brasil todo, é essa acalorada e patética corrida presidencial. É de sentar e chorar mesmo, não tem pra onde correr.

Mestre Zen disse...

Pequeno detalhe revelado por fontes fidedígnas e alguns desses detalhes até documentados. Paulo Beringhs é filiado ao PSDB. Não só isso, também dá festas e churrascos na sua casa, onde Marconi é visto com frequência (com direito a fotos). Não bastasse isso, ele é visto em diversos comitês de campanha e locais de campanha de Marconi.

Ou seja, imparcialidade jornalística pra que, né? Sem falar que o que ele fez com seu colega foi no mínimo anti-ético, além de ser de extremo mal gosto. Mesmo assim eu ri da gagueira e saia justa do cara ahuahuahua MAS, foi errado.

PS: Morre tanta gente bacana de acidente por aí, porque o Iris e o Marconi num vão em uns acidentes desses, né? hauhauahua

Gil disse...

Concordo plenamente Toscano!
muito bom o texto.

Café com Amigos disse...

Me enojam os tucanos goianos falarem em censura.
Kajuru que o diga!

Postar um comentário