sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Risos Analisa: VMB 2010.

Votação da Merda Brasileira
Bem, povo. Como falar do VMB 2010 se eu não conheço nem 10% dessa nova geração musical? Saudade do tempo em que a gente discutia Mallu Magalhães... Eu nem vi nada do VMB porque, oi, estava muito ocupado indo pra balada insana onde o Pedro Vítor estava de DJ - muito bom por sinal. Daí que tentei dar uma assistida nos vídeos do prêmio hoje e confesso que não passei de 10 minutos. Estava tudo tão empolgante que o que eu mais prestei atenção foi no cenário. Eu adoro cenografia, desculpem. Resultado: andei lendo notícias e críticas sobre a premiação da música brasileira para poder dar meu parecer.
[Diogo Mainardi mode ON]
Saudade do tempo em que a gente premiava a obra de Adoniran Barbosa...

Novo X Velho
"Estamos aqui pra ensinar pra você e pro mundo todo..."
MTV Brasil comemorando 20 anos, 16º VMB... Foi então que tiveram a brilhante ideia de misturar passado com presente. Em meio a band(inh)as coloridas e jovens destaques da música nos dias de hoje, nomes como Palmirinha (coisa fofa) e Raul Gil (coisa ?) subiram ao palco. Palmirinha foi ovacionada. Raul Gil, bem... O que dizer de tio Raul? Passa. Tivemos também show com o Otto que, combinemos, nenhum desses novos adolescentes deve ter conhecimento sobre suas músicas. Capital Inicial? Capital pra mim perdeu muito respeito quando eu cresci e evoluí e quando eles passaram a acreditar no Efeito Peter Pan, vivendo como se fossem djovenzinhos descobrindo que mulheres não são esquisitas, mas mulheres. Sátiras com os primeiros VJs (pasmem, até Zeca Camargo foi um) e presença da Sabrina Parlatore e Thunderbird, também ex-VJs. Sandy junto com Mallu? Torci muito para que esse contraste de velho com novo tenha tido o propósito de explicar pra moçada que tivemos muita coisa boa por aí nesses 20 anos de música desde que a MTV surgiu. Mas os nomes servidos de exemplo não cumpriram o propósito.

Dinâmica da votação
Votta-n'êll, plis!
Tá, você escolhe os nomes dos indicados e joga pro público votar. Sinto muito mas isso deixou de ser válido há eras. Como bem lembrado pela análise do prêmio feita por Patrícia Colombo e Stella Rodrigues para a Rolling Stone Brasil, foi uma "puta falta de sacanagem" porque 1- todo mundo mete o pau nessa juventude fanática que sai fazendo vídeo pra toda pessoa que critica sua banda do ésse dois ésse dois. 2- essa juventude fanática então leva muito a sério as críticas contra a sua banda do ésse dois ésse dois e acredita que se divulgá-la a todo momento e em todo lugar da internet vai fazer o povo gostar dela. 3- esse não saber lidar com críticas que nem são pra eles misturado com essa divulgação massiva acaba criando uma disputa entre os fãs-clubes dessas novas bandas. Daí que adolescente matando aula pra ficar em casa votando muito na internet aparece de baciada por aí. É mais ou menos como paredão no BBB, onde sempre aparece um babaca pra fechar uma lan house só pra que passem o dia votando em candidato X. Resultado? Ganha quem conseguir fazer sua banda aparecer nos TTs do Twitter e ganhar o prêmio no VMB. Povo esquece de votar em banda do ano pra votar muito para que a banda rival não ganhe.

Efeito Restart
Restart - fase 1 (1985)
Ok, coloridos. Massa cai matando em crítica. Acho que a última banda atual que não aderiu às roupas coloridas foi NX Zero. E era a principal rival do Restart no VMB. E como bem sabemos, os desocupados e alienados fãs do Restart (desculpe, generalizei. Mas quero muito acreditar que nem todos esses fãs sejam alienados assim) votaram muito por aí. E como ninguém mais aguenta essa cambada alienada que aos 14 anos já está falando um monte de merda em vídeos pra defender seu grupo de lápis de cores cantantes, muito menos os fãs do NX, que aindam usam preto, vimos o que aconteceu quando Restart subiu 5 vezes ao palco pra levar seus cachorrinhos pra casa: vaias. Ainda bem que fãs do NX ainda são respeitáveis e não derrubarão os servidores do YouTube com o envio massivo de vídeos expressando suas revoltas.

Nem mesmo os showzinhos de humor comandados por Adnet (que só respeito porque é casado com Calabresa) foram lá grandes coisas. Talvez eu esteja velho demais pra rir desse humor atual. Mas bom mesmo foi ver Pitty Leone sendo consagrada a maior vencedora de todos os VMBs, junto com o pessoal d'Os Paralamas. Ok, ninguém fala mais deles, mas Pitty continua aí, atravessando gerações de jovens. Eu já comprei CD da Pitty na minha fase rock'n revolts-melódico-nacional láá no ensino médio. Hoje meus primos baixam CDs da Pitty na internet. Ponto pra ela. Talvez ela tenha sido o único sopro de autenticidade nessa premiação.


Prevejo vídeos de xingamentos da #famíliarestart à minha pessoa em 3, 2... 

PFS, Gablo.

9 Comentários:

Thaís Coelho disse...

Quem falou que o prêmio multishow foi ruim, com certeza não assistiu esse VMB. Não sei o que foi pior, Restart ter ganhado 5 prêmios ou a participação e "piadinhas" do Roberto Justos e do Raul Gil. Já tivemos VMB melhores em.
Muito boa a análise Gabriel, e pode ter certeza que não perdeu nada, por não ter assistido.

Gabriela disse...

É, realmente, estava na cara que o Restart sairia ganhando tudo. Essas meninas realmente devem ter matado aula pra ficarem votando desesperadamente nos seus idolozinhos coloridinhos ursinhos carinhosos...Me surpreendi quando o Felipe Neto ganhou, pensei que elas também votariam em outra pessoa só pra ele não ganhar. Mas, bem, respeito é bom e todo mundo gosta né? Foda-se, vaias merecidas.
Mas não posso falar muita coisa, também não assisti
muito bom o texto!

Naisa Nayane disse...

Bom, eu não assisti, não tive vontade e nem sabia o horário !
Eu não conheço esse 'otto' mesmo, mas adoro Sandy, Capital Inicial, Nx Zero e Pitty, acho que foram os únicos que prestaram.
Hoje em dia as pessoas são muito influenciadas por orkut, you tube e revistas, essa deve ser a única explicação para esse tipo de gente (restart) com esse tipo de voz e criatividade fazer sucesso.

Suzy disse...

A Naisa disse tudo que eu ia falar, então... ótimo texto, Gabriel rs

Luan Roger disse...

Eu sou da opinião que Restart e etc. é de um nivel tão baixo que não merece nem meus comentários, ainda mais serem premiados.
Não assisti, foi ótimo pra mim. Vamos mais ao teatro, vejamos mais filmes bons, clássicos, façamos nós mesmos nossas playlists, não deixando a TV e o lixo que eles produzem entrarem nessa lista.
Bom Gabriel! =)

luiza mylena disse...

eu assisti essa merda e foi só para ficar revoltada, a cada prêmio que o Restart ganhava eu ficava mais doida, mas quando eles ganharam premio de artista do ano eu simplesmente parei de assistir.
Um monte de gente, que são musicos de verdade, concorrendo para uma boy-band ser eleita artista do ano? É para fuder com a música nesse país.

luiza mylena disse...

aah por falar em roberto justus a unica coisa massa que aquele cara fez foi fazer um comentário mais ou menos assim
'vamos ver quem foi a melhor banda... ou com mais fãs'
Tava na cara que ele sabia o fiasco que era aquela premiação, não é só nós 'meros mortais' que vê a música indo por agua abaixo, todo mundo ali dentro já via a merda que ia dar.

Pedro Carvalho disse...

Nao vi o VMB, mas nem tenho vontade mais. Todo ano alguem ganha tudo. Já foi a época da Fresno e da NxZero. Agora é a voz dos Rainbow. Simples

IsaPriore disse...

n assisti ao VMB, mas não pq eu estava na balada com o Pedro Vitor de DJ e com meu brother Gabriel Mota e tal ÇLKDSFÇKLDÇSLK
Mas ouvi todo o mundo falando e falando e acompanhei no twitter, pra quê assistir se posso ler? -n
e é, eu acho Restart legal, mas é uma banda nova, com mt a aprender, n merece nem metade dessa atenção.. e eles sabem disso!

Postar um comentário