terça-feira, 20 de outubro de 2009

Nosso Segundo Melhor Piloto

Este fim de semana todos ficaram meio frustradinhos porque nosso querido Rubens Barrichelo poderia ter sido o Campeão Mundial do Universo mas aí deu merda e quem ganhou foi outro cara aí que eu nem sei quem é porque eu não acompanho essa parada intensa que é a Fórmula 1. Num rolou, todos vimos milhões de piadas de segundo lugar em todo lugar, saudosistas dizendo como sentem falta do Senna, reclamando que ele jogou uma parada na cabeça do Massa e isso aí. O esquema é: ele fez (e faz) muito mais do que todo o resto! Presta atenção no resto do post.
Quando era muleque, Rubinho conquistou um monte de prêmio de kart (tá explicado HAHAHAHA ), e em outras modalidades antes de entrar na Fórmula 1. Pois é, pra você conseguir correr na Fórmula 1, ou você é bilionário e compra uma escuderia pra você ou você é filho de alguém que correu antes. Talvez, por acaso, você pode ser bom e chegar a correr na F1, mas é muito raro. Só que quando o Rubinho começou a correr na categoria "Adulto", ninguém dava moral pra ele porque o que todo mundo queria mesmo era ver o Senna. Putz, o Senna! Geral pagava pau pra ele (afinal, o cara era foda mesmo), e ele apadrinhou aquele muleque de 21 anos que tinha acabado de entrar. Pouco mais de um ano depois (1994), o Senna se envolveu em um acidente (que por acaso o RB não correu, porque tinha sofrido um acidente dois dias antes na mesma pista) e morreu. E tava lá, ele, nosso último brasileiro restante naquela corrida em que o próprio Senna (e a Rede Globo, claro) tinha transformado em uma paixão nacional. Todo o peso estava nas costas dele. Em compensação, ainda esse ano, RB conseguiu uma pole position e figurou no pódio uma vez.
Daí pra frente ele só foi crescendo, trocou de escuderia, conseguiu mais pódios, uns terceiros e segundos lugares até que... ele foi contratado pra Ferrari. Cara, o Brasil ficou em êxtase! A Ferrari era tipo A melhor escuderia da época, ganhava tudo, algo como o Chicago Bulls de 93 ou a Seleção de 82! (De que adianta fazer essas referências, hein?). Pois é, a Ferrari era nossa chance de ver nosso garoto ocupar o lugar de Senna que sempre foi dele por direito. O problema é que o outro piloto da Ferrari era um alemão que... bem, tinha ganhado tudo desde que o Senna morreu. Resultado: nosso Rubens viveu cinco anos na sombra desse cara COASE ganhando tudo. O que lhe deu a sina em que só chegava em segundo lugar. Ok, nosso piloto era bom mas putaquemepariu o deles era melhor ainda. Se o Rubinho fosse ruim ele não tinha ficado na frente de todo o resto. O que nos deu mais raiva foi o caso do GP da Áustria de 2002, em que RRRRubens humilhou geral na corrida inteira aí na reta final ele... freiou e deu passagem pro companheiro de equipe chegar em primeiro lugar. Assim ficou muito claro que, não era só habilidade que estava em jogo, realmente existia uma preferência pelo companheiro dele de corrida.
Em 2005, ele é mandado embora desiste de tanta humilhação e vai pra outra equipe, a Honda. Só que... agora o carro dele era uma merda. Foi bem ruim tudo, o cara só piorou o estigma dele de ser um piloto ruim e fudeu com tudo. Em 2009 temos uma grande surpresa! Do nada, Ross Brawn (o cara que mandava na Ferrari na época boa) compra a Honda e muda o nome pra Brawn GP! Primeiro fazem um charminho se vão continuar com ele ou não (o concorrente pra vaga era o Bruno Senna, sobrinho do cara lá de cima), mas acabam que ele ganha a vaga. O carro da Brawn surpreende todo mundo, Rubinho e seu companheiro de equipe Jenson Button começam a ganhar tudo. Infelizmente o Button é melhor que o Rubinho e acaba ficando na frente. E assim vai acabar a temporada, Button campeão, o Rubinho provavelmente vai ficar em segundo lugar em alguma matemática que não me importa.
Vamos a conclusão: se o Rubinho ficou com fama de "Segundo Lugar Eterno", é porque ele ficou na frente de muita gente, né? Sem contar que essa parada de ter que ser campeão é coisa da mídia brasileira e da cabeça do próprio, porque as equipes dele sempre o trataram como segundo piloto piada involuntária) papel no qual exerce muito bem! O cara faz o trabalho dele, tá ganhando muito mais dinheiro que todos vocês vão ganhar NA VIDA, tá correndo a MIL KM POR HORA e os Casseta e Planetas e kibes locos da vida ficam enchendo o saco. Fodam-se todos vocês. O cara podia ser felizão no trabalho dele, mas não, tem que aguentar zoação por ser melhor que todos os outros 20caras que estão correndo, só sendo pior que UM. Aí ele fica todo emo, chorando porque todo mundo cobra o primeiro lugar dele e ele num consegue, querendo aposentar pra morar triste na mansão dele na Europa enquanto ele acende charutos e enxuga suas lágrimas com notas de 500 Euros. Otário sou eu que não to ganhando dinheiro com esse blog ainda.

8 Comentários:

Gabriel Mota disse...

Otários!

AHAHAHAHHAHAHAHAHHA!!

São tudo um bando de jornalistas otários.




Ok, parei!
=D

Pedro Carvalho disse...

Eu nao tenho nenhuma opiniao formada por ele nao, mas eu juro que eu assisto F1 pra ver as cagadas que ele SEMPRE faz. O melhor é que ele sempre surpreende, até quando voce tem certeza de que nada poderia acontecer de errado.

thaís coelho disse...

fiquei com dó dele agora :( kk

Luan Roger disse...

Nossa! Entrei em depressão... Que coisa triste...

Nunca assisti F1, mas agora vou torcer pra que ele continue... do jeito que é, pelo menos ele tá lá, faturando...

Bruna disse...

muito bom muito bom!

Vanessa disse...

Eu sempre gostei do Rubinho (tudo bem que na época do Senna nem sabia da sua existência) e sempre me zoaram, mas ele também num ajuda...

=D

Milagre você não falando mal do RB.

Ótimo texto

fabianne falcão disse...

aêee, ate que enfim um post sobre o Rubinho :DDDD Eu acho ele foda, certeza que ele pode ganhar sim, a fuckerequipe dele que faz aquele maldito Jenson Button ganhar sempre ¬¬¬¬¬' Eu acho o Rubinho foda e ponto!

Beto disse...

O cara foi 2 vezes vice-campeão mundial. E perdeu pra quem? Pra quem? Pro alemão que virou um MITO, e superou em vitórias o próprio Senna.

Agora perdeu pro Button. Foi uma corrida meio complicada, e ele REALMENTE não deu sorte, e teve problemas no carro, o que deixou o Button com certa vantagem e preferência sobre ele, coisa que não existia no começo.
É bom lembrar que ele deveria ter sido o primeiro piloto da equipe, e inclusive o Ross Brawn chegou a afirmar que o considerava o melhor piloto da atualidade (o cara que era o p*ca grossa da Ferrari e ganhou MUITOS títulos de F-1, incluindo o desse ano com sua própria equipe).

Por essas e outras, não curto a Imprensa no Brasil que é uma merda, e não incentiva, só critica os caras que são daqui.

Abraço!

Postar um comentário