quarta-feira, 1 de julho de 2009

ÁÁÁÁÁUUUUUUUUU!!

Máicou Dhéqson!! Rârs... =D

Nós estávamos resistentes em falar desse assunto, confesso. Mas a morte de um astro de tamanha magnitude também não poderia [insira aqui o seu trocadilho com a mudança de cor de pele de Michael] passar em branco. Ficou para mim então a árdua tarefa de dissertar sobre pessoa tão excêntrica, misteriosa, polêmica, pedófila, rica, deprimida, endividada, carente e sofrida!

Enfim. Contarei como fiquei sabendo da morte do tal Rei do Pop:
Estava eu e três amigas dentro do ônibus, voltando da faculdade e indo pra um Happy Hour [mas isso não interessa] quando recebo uma ligação. Produção, o diálogo, por favor: [/trote da Nadyne]

O telefone toca.
Gabriel: Oi?
Irmão do Gabriel: Cara, Michael Jackson morreu!
Gabriel: MORREU? AHAHAHAHAHAHAHA!
Pessoal do ônibus se assusta com minha frieza de rir falando que alguém morreu.
Gabriel: GENTE, MICHAEL JACKSON MORREU!!!!
Amigas do Gabriel: Como assim?
Gabriel: Ué, morreu. Parece que foi de parada cardíaca. Mas não confirmaram isso ainda.
Neste momento todo o ônibus presta atenção na conversa.
Amigas do Gabriel: Como assim? Não sabem como ele morreu?
Gabriel: Ah, deve ter sido de qualquer coisa, ele já devia estar todo podre por dentro mesmo!

Hoje tenho o orgulho de dizer que fui o porta-voz da morte do cantor para quem voltava do trabalho naquela quinta-feira! Passei a notícia em primeira mão porque, agora que eu também sou um jornalista, tenho que buscar sempre a eficiência de ser o primeiro a dar as notícias relevantes! [Nova sonoplastia, por favor]

Michael morreu e segundo alguns noticiários ele foi capaz, mesmo sem saber, de derrubar a internet. Coisa que nem o tal Bug do Milênio conseguiu. Ele foi foda até na morte! A repercussão em si não me irritou, claro. Porque tenho bom senso suficiente para saber da preciosidade que é para a mídia explorar esse acontecimento. Oi, sou um Comunicador Social? O que me irritou e ainda irrita até agora é esse bando de homenagem meia boca que a tevê tem feito. Já não bastassem os quatrilhões de sósias de Máiquel, temos que aguentá-los agora em todos os canais de televisão fazendo o tal Moonwalk e/ou dublando Thriller? A televisão tem respirado Jackson por toda a parte, desde William Waaaaaack tendo orgasmos múltiplos para pronunciar o nome do cantor em um inglês de invejar Joel Santana até o Superpop da Gimenes mostrando um homem dançando descalço em cima de pregos os sucessos de Michael, passando ainda por um Globo Repórter especial. Pô. Nem Dercy ganhou um GR especial...
Outra coisa que me irritou nisso tudo foi a falta de importância dada para a morte de uma outra celebridade de sucesso. Trata-se de Farrah Fawcet. A juventude internética talvez não saiba de quem se trata (até eu não liguei nome à pessoa no início) mas ela foi uma das Panteras na primeira versão da história que virou sucesso com Cameron Diaz e uma pontinha do Santoro. Farrah morreu de câncer e sofreu até os últimos dias de sua vida sem saber que seu filho estava preso e aceitando, deitada numa cama, o segundo pedido de casamento do seu marido. A história dela seria digna de ser contada pelo menos em um bloco inteiro daquele GR do Michael. Ela estava sendo perseguida pela mídia, que queria de qualquer forma registrar sua decadência ante ao câncer. Mais informações sobre ela, aqui.

Óun, tadinhoooooonnnhhh...
Voltando à pauta, afirmo que nunca fui fã de MJ. Era aquela coisa: "Ah, Michael Jackson? Ok. E daí?". Mas sabia o suficiente sobre sua vida conturbada desde o Jackson 5. E fiquei com pena dele depois de sua morte. Pensemos juntos: Um negro que foi praticamente obrigado a cantar pelo pai que o humilhava constantemente, cresceu deslumbrado com o sucesso, não queria ficar velho, ficou branco, mudou de rosto até se desfigurar, construiu uma mansão, uma Terra do Nunca, vivia como Peter Pan e foi por isso acusado de pedofilia, não mostrava o rosto dos filhos, tinha obssessão em protegê-los a qualquer custo da mesma mídia que importunou Farrah, foi preso, estava endividado [/pauta de Pograma da Máucia]... E quando ensaiava sua volta aos palcos com uma turnê que já era sucesso anunciado, morre. [cri] VÉI, COITADO! Ele deveria estar pilhadíssimo. Sim. Relevei todas as piadas que fiz e ouvi nesses últimos dias por entender - ou pelo menos imaginar - o sofrimento que ele passou. E isso já o faz um mártir. Não pelas suas músicas de sucesso, não por ser um dançarino fenomenal, muito menos por ser essa celebridade de tanto poder. Simplesmente pelo fato de ter aguentado tudo o que ele aguentou.

O blog Risos. deixa o humor de lado e presta condolências à morte de
Michael Joseph da Silva Jackson do Brasil.

9 Comentários:

Pedro Lobato disse...

"Ele deve ter comido uma criancinha e morreu engasgado" (meu pai sobre a morte do Michael Jackson).

=D

Ana Carolina disse...

"Ele deve ter comido um anão ao invés de uma criancinha e morreu intoxicado"(minha professora, ao risos, para toda a classe).

O pior é que uma amiga minha está aos prantos até hoje. (se mata JT) (=

hahahaha

pedrovitor disse...

Estranho seria se a mídia não abordasse uma pauta com tamanha força que nem essa. Tá certíssima. Os programas ao fazerem retrospectivas da vida dele, um resumão, uma linha cronológica, estão certíssimos. O mundo da música, os DJs, aproveitando da morte e do consequentemente conhecimento maior de seu trabalho, tocar oportunamente as musicas dele, tão certos. É tudo uma questão de momento, de oportunidade. Talvez uns com menos intensidade, outros com excesso, mas de qualquer forma, e diante de todas as piadinhas, o cara merece todo o bafafá.

Guilherme Toscano disse...

Eu como jornalista recém-não-formado, tenho orgulho de dizer que muita gente ficou sabendo (e acompanhou todo o processo) por mim via twitter. Fiz uma cobertura (tipo, que nem a do FICA, sabe?) completa desde que a primeira informação saiu já confirmando a morte dele até que 3 horas depois todos os veículos televisivos confirmavam a tal morte. Foi uma grande perda, porque, querendo ou não, todos esperávamos uma volta em grande estilo do MJ, algo como "Sim! Ele realmente é o rei do Pop", mas agora ele virou lenda. Todos vamos só imaginar como seria a volta dele aos palcos e idealizar a volta perfeita. MJ morreu engasgado com um pé-de-moleque sim, mas não apagou tudo que ele fez por causa disso.

Muito bom o texto :D

Marcellaa disse...

Excelente texto.
Mesmo não sendo FÃ, fiquei impressionada com a morte do MJ.. tudo bem que já era de se esperar que isso acontecesse a qualquer momento, mas fiquei meio abalada quando aconteceu.
Mesmo com tanto problema, cheio de doença, vício e trauma, todo mundo acreditava nele, na volta dele. MJ é o mito.
Branco, negro, cinza ou carne, MJ será sempre o REI do POP.

Não acho que Michael Jackson tenha morrido só pra encontrar o menino Jesus.

Bella disse...

adorei o texto :D

Zé Abrão disse...

Because I'm dead, I'm dead.
Come on.
(dead dead-really, really dead)
You know I'm dead, I'm dead.
You know it.
You know I'm dead, I'm dead.
Come on, you know.

And the whole world has to answer right now
Just to tell you once again,
Who's dead?

Laízi disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Gabrieel
foi tudo hsuahsuahsuahsauh
realmente foi midia demais até entediar
tava qse cantando....
de novo nao ...de novo naao...
kkkkkkkkkkk
;*

Beto disse...

Cara, gostei d+ do seu texto...

To acompanhando o blog tem um tempinho, mas só agora (não sei pq) consegui postar um comentário.

Essas modernidades não são mt minha praia, ja viu né? hehehe

Aproveita a notícia e faz um tour 3D na sala de jogos da mansão do Michael Jackson. hehehe C vai v c ele era adulto ou criança...

http://www.pinsane.com/pinorama/events/MJ_09/kr/michael_jackson_arcade_entry.html

Abraço!

Postar um comentário