quinta-feira, 27 de maio de 2010

O Último Episódio de LOST

Nesta terça feira (e para os mais apressadinhos no domingo), foi exibido o episódio final de LOST. Sem falar sobre minha relação com essa série ou se gosto ou odeio (isso ficará implícito no texto), venho aqui me propor a comentar esse episódio bonito que foi o final de LOST. Então tá avisado que se você é daqueles que viu até a segunda temporada e tá esperando ganhar tempo, esse texto tá cheio de SPOILERS.
Devido a contratempos e complicações (que inclusive me impediram de postar este texto no dia certo), não consegui assistir o último episódio na segunda feira, como planejado. Assim tive que fugir de spoilers durante dois dias até que finalmente consegui assistir (driblando todos os contratempos) no AXN. Opa! Falando nisso, todos os parabéns do mundo pro AXN que passou o Series Finale de LOST com apenas dois dias de atraso de sua transmissão original. Pra quem tava acostumado a esperar dois anos pra uma série chegar ao Brasil, essa tal de internet tá mudando algumas coisas. Nesses dois dias vi muita gente dizendo que chorou e muita gente revoltadíssima com o final. Fugi de qualquer menção ao final de LOST para que não me adiantassem nada.
Neste episódio, além de todas as coisas bonitinhas e hipermaneiras que acontecem, descobrimos que o que acreditávamos ser uma realidade paralela criada pela explosão da bomba em 1970 e alguma coisa, na verdade não passa de um inconsciente coletivo post-mortem que o pessoal criou para que todos pudesses se reencontrar e se redimir até que finalmente fossem embora (para o céu ou para outro lugar qualquer). Ou seja, depois de TUDO que aconteceu na série, depois de todo mundo ter ido embora da ilha viver sua vidinha e ter morrido de velhice ou de alguma doença sexualmente transmissível, a "mente morta" deles se reuniram para que todos terminassem bem. Fim.
Sóóóó que as pessoas não entendem muito bem as coisas que não são mastigadas e diretamente explicadas, e quando o Christian Shephard (nome genial, hein? Como a gente num tinha sacado isso antes?) disse que tava todo mundo morto, uma horda de animais desatentos já gritou "VIIIIU? EU FALEI QUE TAVA TODO MUNDO MORTO E QUE A ILHA ERA O PURGATÓRIO", ignorando totalmente o fato de que o mesmo cara diz logo em seguida "Tudo o que aconteceu foi verdade". Então o cara assiste o primeiro e o último episódio de algo e acha que sabe tudo, não é bem assim. Não com LOST pelo menos.
Agora outra coisa que gerou polêmica foi o fato de que os roteiristas não responderam todas as perguntas geradas durante a série. Mas aí vamos pra dois tipos de pessoas: Os animais desatentos que dizem "Ah, até hoje não explicaram o urso polar!" sendo que isso foi explicado, sei lá, na terceira temporada, e os chatos. Os chatos são aqueles que acham que tudo deve ser respondido. O esquema é que acha que essas perguntas deveriam ser respondidas são eles e não os roteiristas.
Nesse final ficou bem claro que LOST não era sobre uma ilha cheia de mistérios, era sobre um grupo de pessoas que tiveram que se adaptar, se trair e se redimir. E isso foi contado magistralmente. As questões relevantes para a história foram respondidas. Agora sobre quem colocou estátua onde ou quem comeu quem, realmente não é importante agora. LOST teve um fim não só emocionante e a altura de seus seis anos de exibição, mas também fechado. Um fim que, apesar de especularmos sobre questões místicas ou não, sabemos exatamente da jornada de cada um daqueles personagens que cairam naquela ilha em 2004.

7 Comentários:

Pedro Carvalho disse...

TO COMENTANDO DE OLHO FECHADO PRA FALAR QUE EU AINDA NAO VI O ULTIMO CAPITULO DE LOST, MAS VALEU TOSCANO, DPS EU LEIO, VOCES TAO 10!!!!!!!111111111

Gabriel Mota disse...

Continuo com a minha opinião:
http://www.risosponto.com.br/2010/05/eu-te-desprezo-pessoal-lost.html

Zé Abrão disse...

pois é, no que toca aos personagens, o final foi PHoda. A última cena é FANTÁSTICA ou não é? xD. É, eu também topei com uns idiotas me falando sobre essa parada do purgatório e de fato, a maioria dos mistérios foi resolvido durante as temporadas, não nessa última. Só achei paia eles não terem explicado aqueles lá, de que te falei, fora isso, massa pra caralho xD

João Henrique disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Henrique disse...

Acabou como devia acabar. As questões em aberto servem para alimentar a mitologia em torno da série, ou ninguém nunca assistiu Star Wars?!
Todos devemos entender que Lost é uma metáfora de nossas vidas, nossos erros, nossos "jeitinhos" para tentar concertar as coisas e nossa redenção. Redenção, essa é a palavra.

Izabella Neves disse...

o final foi poético.. sem dúvidas ;)

Izabella Neves disse...

ps: ótimo texto!

Postar um comentário