terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Tudo "na ponta da língua"

Eu tenho uma cabeça mirabolante, isso não dá pra negar. Acho que sempre por estar muito ligado em português, seus laços, conexões, palavras, expressões, tudo, eu acho que causa um nó na minha cabeça que me faz achar divertido algumas coisas que talvez vocês nunca nem perceberam. Hoje meu texto é pra gente relembrar algumas expressões do cotidiano que não fazem o mínimo sentido se forem expostas em um modo literal, mas indiscutivelmente ficaria bem hilário se o fosse.

Porque, na real, se um amigo seu disser que precisa botar algumas coisas "em pratos limpos", nem de longe ele quer dizer que realmente exista uma comida em um prato que ele esteja segurando ali. Muito menos quando alguém sugere que você faça algo pra "quebrar o gelo", mesmo porque não faria sentido nenhum você quebrar... um gelo (!) e sua relação estar totalmente diferente depois disso. Me lembro que, no show da Ana Carolina, vi vários fãs pedindo uma palhinha pra cantora já depois que o show tinha terminado. Vocês já imaginaram se ela guardasse realmente uma palhinha (palha pequena) dentro do bolso do paletó dela?
-ANA, DÁ UMA PALHINHA?!
- OPA, É PRA JÁ. AQUI Ó.
Você pode até achar meio sem noção, mas sem noção mesmo seria se os fãs, ao invés de pedir uma palhinha, pedissem uma canja. É mais difícil de carregar... no bolso. Ah! Falando com "canja", vocês lembram daquela expressão "debaixo desse angu tem carne"? Alguém já levantou o angu pra certificar? Não! Ela não está lá! Ela nunca vai estar lá! Seguindo a tendência de "carne", já viu alguém chamar o amigo de "mão-de-vaca" e depois você perceber que ele realmente tem uma pata? Ou, mudando o animal, você gostaria de receber um presente de um amigo se ele te "pagasse um sapo"? Seu amigo vai até a loja e pede, encarecidamente, à moça um sapo. Antes de pagar ele fica pasmo com o preço! "Esse sapo custa os olhos da cara!". Alguém já avaliou sua própria visão por aí? NÃO! Ninguém faz isso! Sabe o que mais que ninguém faz? Quando chove NINGUÉM se preocupa em proteger cavalo nenhum. Pra que continuar com o "tirar o cavalinho da chuva"? NÃO FAZ SENTIDO! Quando te pedirem pra "quebrar um galho" a intenção não é pra fazer fogueira. Quando um amigo chegar pra ti dizendo que naquela noite ele afogou o ganso, não acredite! Ele não tinha um ganso e muito menos praticou tal crime. É só um modo de dizer que ele, aquela noite, ele... descascou o palhaço. CALMA! Ninguém matou o palhaço também não, ok? Ah, enfim, deixa pra lá. Saiba que ninguém, por mais que diga que "comeu com os olhos", poderia, de fato, comer com os olhos. Vocês sabem né? Enfim... Queria poder avisar pra todos que é mentira quando eu digo que "você tá cagando no meu pau". A imagem do seu melhor amigo cagando no seu pau veio à tona? Era essa a intenção.

Por mais difícil e confuso que seja tudo isso, vocês já de convir que há uma expressão que causa calafrios em qualquer um. Não que eu acredite na veracidade dela, mas só de imaginar já é o suficiente... por que, na real, na sinceridade, como alguém ainda tem coragem de dizer:

"Eu mato a cobra e mostro o pau!"

Eu não pago pra ver não, hein. (eu não pagaria de qualquer forma...)

E vocês, leitores, lembram de mais alguma expressão que, levada ao literal, seja interessante e/ou constrangedora? Divida com a gente!

7 Comentários:

Tamara disse...

hUSHUhsuhUSHUhsuuSHUhsuhSHsu xD

Adorooo isso!
Faltou "nem que a vaca tussa"..
eu usava tantooo quando era mais nova [/me dá vergonha hoje em dizer]

Tem umas que eu acho muitoo sem graça ..
Comoo "cavalo dado não se olha os dentes"

Volta e meia alguém solta um..
Bom mesmo é quando meus parentes baianos falam, eu racho o bico xD


Muito legaaal relembrar algumas expressões *-*

Leandro P. disse...

ASUIHFUIAHSFUIHASF. E o nem que a vaca tussa?

ótimo texto!

Luan Roger disse...

Ah, tem a "quem tá na chuva é pra se molhar!"
Tipo, dããã! Claro, chuva molha, né não?!
Tem também aquela: "santo de casa não faz milagre!" Ah, assim, sei lá.. até hoje aqui em casa nunca ninguém virou santo pra eu saber se faz mesmo miagre...

C. Lisdália disse...

como disse a Tamara: 'rachar o bico'! hehehehe otima essa, soh vejo paulista falando...

'Paga pau' tbm tem sido bastante usada, que pode ser sinonimo de 'baba ovo' (que anda meio fora de moda...).

A propria 'encher o saco' eh um pouco sem sentido. Nossa, tem mtas!

'tirar agua do joelho'!!

Gostei do texto!

=)

Gabriel Mota disse...

Na UFG, "macacos me mordam" é sim algo literal.

Tom disse...

"dar ré no quibe".. porra, muito imagino um quibe aflito sem poder se mexer, logo atrás de uma roda dum carro. Aí, o motorista dá ré. Plact.

Lavínia B disse...

Pedro, quer casar comigo? Te dou cama,mesa e banho ♥ (er) rs ¬

Postar um comentário