sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Terror?

É em um misto de sadismo, eurotrip e sangue - muito sangue, diga-se de passagem - que o filme "O Albergue" (Hostel, 2005, EUA) é construido. Com direção de Eli Roth e notáveis dedos do estrelinha Quentin (rs.....) Tarantino, o longa faz menção a uma temática bastante chocante aos olhos ingênuos dos telespectadores que o vê. Temática essa que aborda o lado negro da mente humana. O lado psicopata, sádico e frio do ser humano. Além de fazer uma puta reflexão com a relação "dinheiro x poder" que fica bem claro no decorrer da trama. O esquema é o seguinte, galera podre de rica paga pra fazer o uso da tortura e ter o gostinho de ser radical e bancar de assassino pelo menos uma vez na vida, mesmo porque, isso deve ser algo que revigora a mente e eleva o ego. Ou não.


Como já foi citado, se você começasse a ver o filme sem saber qual era ou qual seu gênero, aposto que iria pensar que era algum filme à la American Pie ou Sex Drive. E não muda (tanto) assim. Pra quem gosta de uma fotografia mais... exótica (ou erótica), o filme "gasta" preciosos 32 minutos com pura pornografia descarada. Muitos peitos e bundas ("ON-SCREEN"!) européias for free, guys! Sem enrolação, história de 3 caras (americanos arrogantes) que viajam pra Europa a procura de putaria e lombra, basicamente. O esquema é comer, fumar, comer, fumar, comer... comer de novo e fumar. E eles conseguem completar a missão. Porém quando a esmola é grande, o santo desconfia, certo? A galera toda, um a um, foi se fodendo com a outra galera do mau lá. O resto vocês vêem quando assistirem o filme (se bem que fora isso só tem... sangue.)

Mas se você pensa que eu estou aqui simplesmente pra falar de um filme que passa uma boa reflexão para a população mundial, está enganado. Escolhi esse filme por ser o longa mais conhecido da minha lista de melhores filmes trash. Sabe aqueles filmes que, supostamente, eram pra fazer você ficar horrorizado e só te causam boas e longas gargalhadas? Então. E aqui vou mostrar pra vocês oito (08) motivos pra convencê-los de que assistir a esse tipo de filme pode realmente alimentar a sua cultura inútil. Tirando a parte pornô (que já seria um bom motivo pra, pelo menos, todos os cuecas assistirem), o longa nos contempla com boas cenas nonsense. A começar por:


[Acredito que se você passar daqui estará suscetível a ler alguns spoilers lighs. Se você é um fresco que dá chilique se souber de qualquer mínimo detalhe, pare por aqui. Desde já, garato que não é nada que entregue a essência da trama ou algo parecido. Quem amigo, avisa é. ]

Argumento n° 1) O filme nos apresenta uma cultura diferente. Na Eslováquia, a bandidagem é feita por pirralhos. Hora em hora, aparecem duas dúzias de muleques correndo atrás das pessoas gritando como se fosse gente grande. E esses ficam com uma enorme interrogação na cabeça.

Argumento n°2)
Dada parte do filme, o protagonista tem seus dedos cortados por uma serra-elétrica. O sádico então, depois de alguns segundos,
escorrega (??????) nos mesmos e, então, é cortado ao meio pela serra-elétrica que segurava. Se você prestar bem a atenção, perceberá que até o ator ficou com uma cara W-T-F quando viu a cena. JURO. Vale a pena conferir! (Detalhe: Ele ainda recolhe os dedos com alguma esperança de que possa ser reconstituido. Santa ingenuidade Hollywoodiana...)

Argumento n°3)
Em outra parte, o protagonista, fugindo dos assassinos, se esconde em uma maca cheio de retalhos humanos. Ele tá de boa.
Visivelmente confortável com a situação. Sem dedo, mas de boa. Mesmo porque né, que falta um dedo faz? Digo, dois dedos?

Argumento n°4)
Ainda escondido, ele deixa os dois dedos avulsos cairem. Não sei o que é mais imbecil e loucamente engraçado. A cena em si com a
preocupação toda com OS DEDOS enquanto é questão de tempo de ter seu corpo todo em forma de dedinhos picotados, ou se é o fato dele estar tentando pegar os tais dedos com os outros 3 dedos que lhe restaram de sua mão. Total Fail.

Argumento n°5)
Por algum motivo ele consegue fugir (vocês vão ter que assistir pra descobrir como) e fica lá, fugindo de boa assim saca, com sorrisão
no rosto, tranquilão (curtindo o batidão), pelo elevador, correndo pelos corredores, e até conversando com um cara lá... SEM A PORRA DOS DEDOS. Caralho CARALHO!!!

Argumento n°6)
Cena típica de filmes de terror que eu fico INDIGNADO. É o tal de voltar pra salvar os outros. Não tem coisa que me tira mais do
sério que isso. Saca aquela tradicional cena da mulher indefesa na casa enorme sozinha que, após ouvir um barulho no andar de baixo, desce escadas pra checar? Ou quando dois amigos correm do assassino e um cai. POR QUE ELE TEM QUE VOLTAR PRA AJUDAR O OUTRO? Caralho, numa hora dessas amizade my ass. Ele volta pra salvar a brother dele lá na casa que ele sofreu pra sair vivo. Quando o asno encontra a mulher, ela já toda fudida e... pera aí... CARALHO, ELA TAVA COM O OLHO PENDURADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!1 NÃO É SEM DOIS DEDOS OU DUAS PERNAS, É SIMPLESMENTE COM ALGO ALI, BALANGANDO, SÓ NERVOS SEGURANDO O OLHO. COISA MAIS FREAK DO MUNDO! Mas calma, se você acha que o freakshow acaba por aí, tá, novamente, muito enganado. Como se não bastasse, o cara - em um ato solidário e de bom coração - corta o nervo. O olho cai e o nervo jorra um pus-molho-rosé por toda cara da atriz. Aí sim a cena fica bonita. =D

Argumento n°7)
A tal gangue mirim ataca a dupla de assassinos no meio do filme. Sim, bem nonsense. Mas calma, o melhor ainda está por vir.
Fizeram questão de dar um close no crânio do cara sendo afundado a base de pedradas pelos muleques. SIM, O CINEMA EXPLORA O QUE A INFÂNCIA TEM DE MELHOR E DE MAIS BONITO.

Argumento n°8)
Pra mim, sem comparação, a melhor parte do filme. Relaxem, não vai estragar a magicidade do longa, pelo contrário, vão estimular
vocês a verem tal cena hilária. A tal japonesa sem olho vai pra uma estação de trem com o rapaz. Esse corre pra esconder, e a japa para pra se olhar em um espelho que encontra no caminho (?). Ela se vê. Sem olho. Com pus. Toda fodida. Daí - JURO - do NADA ela corre e pula na frente do metrô que a esmaga jorrando sangue pra todos os lados. Deve ter sido uma vibe meio "AHH NAUM SO BELA, MORRI RS......"

E se você é pseudo-cinéfilo-cricri e não achou nenhum argumento convincente, eu não poderia passar batido aqui e deixar de mencionar a sensacional direção de fotografia (takes altamente agoniantes e nojentos por causa das angulações escolhidas a dedo) e seu elenco. Por fim, o que me agrada bastante nesse filme é o fato dele ter sido feito pra ser um filme de terror de fato e não trash. É mesmo esquema com 'Cry-wolf' ou 'Quarentena'. Tipo de filme que o diretor chega na galera "EAI ARRASEI NO TERROR?" e você tá cheio de lágrimas e diz "AHAM, ARRASOU". Ele acha que as lágrimas são de susto e comoção, e você disfarça que quase morreu sufocado de tanto rir.

12 Comentários:

Gabriel Mota disse...

Meu filme top do terror trash é "Palhaços Assassinos". São um bando de palhaços estranhos - e ETs - que chegam na cidade em uma nave espacial em forma de... circo.
eles matam as pessoas, as transformam em grandes... algodões doces.
E eles sugam o sangue dessas pessoas enfiando grandes canudos retorcidos nos tais algodões doces.
No final eles ainda se dão bem com gatinhas gostosas e fogosas. =P
Quem interessar, uma cena do filme aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=EF42rCUgBBw

Leandro P. disse...

Palhaços Assassinos de um outro planeta. Rs
Sim, é foda!
Esse do Albergue nunca assisti, mas agora tomei vontade... :P

bruna disse...

grande Tarantino.


o rei dos filmes trash's : holocausto canibal. sem mais, rs


aliás, adorei o blog, vou começar a acompanhar sempre hehe

Andressa Símaro disse...

AAAADOREI! nossa, eu ri MUITO lendo o post.. fui lembrando das cenas hilárias do filme..
na boa é nojento demaaais a parte do olho! que po**a é aquela?
mas enfim, eu gostei muito muito muito! me diverti lendo

' Gabhy Noväcky disse...

Véiooo eu assisti esse filme com mó nojo,e eu amoooo filme de terror..mas tipooo vou voltar e ver essa mer'ds denovo só pra rir...tipooo rasheeeý de rir com o texto,valeeu rapazes! Bjusnabunda ;*

Erica disse...

Bem, vces são da UFG e eu só vi o Pedro no show dos calouros da Facomb... Contato? Heheh

Amei o blog! Seguirei! ;)

PS. Eu tbm sou de lá, mas faço RP.

CarolMoreno disse...

Meu tipo de filme! Eu assisti a primeira parte só e o dvd (pirata) parou de funcionar. Mas me deu vontade de assistir agora, ainda mais pelos argumentos 2 e 8, que eu com certeza vou morrer de rir.

Aliás, 'Quarentena' eu assisti no cinema, com TODO MUNDO dando risada, não acredito que aquilo foi classificado como terror.

Pri Freitas disse...

Já assistiu "Arraste-me para o inferno" que estava em cartaz esses tempos? Outro que entrou recente pra lista de filmes trashs, mas que está lá, classificado como terror.

Tô doida pra que saia logo "Assassinos de Vampiras Lésbicas", deve ser uma gracinha.

Yuri Manzi disse...

fasduhduashadfhuashahuasdfdu
Eu ainda não tinha assistido, mas agora vou.
Se for da forma como você resenhou vai ser uma parada dura pra "Adrenalina", que é o mais trash da minha lista.

Guilherme Toscano disse...

Eu li até o aviso de spoiler. Sério mesmo, sou fresco pra caralho.

Arienne disse...

assunts nada a vêr! mas... PEDRO CASA COMIGO? iuhusahsuahsiuahsua NÃO VEJO O TEMPO PASSAR PRA VOCÊ VIR PRO RIO IUAHSIUAHISHAUS bjs ;*

Beto disse...

Vou ver esse filme. Me convenceu! shaushauhsuasa

Abraço!

Postar um comentário